RSS

Os casemods da Campus Party: Um show a parte

19 jan

Quem visita pela primeira vez a Campus Party, evento que acontece até domingo no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, com certeza já teve os seus olhares atraídos pela criatividade dos casemodders.

O casemod é uma vertente do mundo da tecnologia que mistura arte com conhecimentos avançados de hardware, utilizado para transformar as carcaças dos computadores de mesas em verdadeiras obras de arte. Nessas obras, esses artistas expressam o objeto do qual ele é fã, seja um personagem de filme, videogames ou quadrinhos, em sua maioria.

Além da beleza e riqueza de detalhes, dentro destas máquinas costumeiramente residem o
que há de melhor, mais atual e mais potende hardware de computador, capazes de rodar até os jogos mais exigentes e aplicativos mais pesados. E por isso mesmo, o casemod não é um hobby tão barato de se manter.

Na edição 2011 da Campus Party, um dos casemods que mais chamaram a atenção tem o Hulk como homenageado, em uma pose que dá impressão dele estar segurando todas as placas e circuitos do computador.

Casemod do Hulk na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)Casemod do Hulk na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)

Em outro modelo, o personagem Dante, do game Devil May Cry, protege o hardware dentro do gabinete.

Casemod do Dante, de Devuil May Cry, na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)Casemod do Dante, de Devuil May Cry, na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)

Além desses, um dos casemods mais extravagantes do evento – sem dúvida – é uma homenagem completa ao Brinquedo Assassino e sua família.

Casemod do Brinquedo Assassino na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)Casemod do Brinquedo Assassino na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)
Casemod do Brinquedo Assassino na Campus Party 2011 (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)Omar Majzoub (Foto: Pedro Cardoso / TechTudo)

Majzoub levou seis meses para terminar o trabalho, contruído de materiais como madeira, tinta automotiva e vidro (no lugar do tradicional acrílico, mais caro). Segundo o artista, os bonecos foram comprados posteriormente, para compor a criação.

Pelo trabalho bem feito, você até deve pensar que ele tem uma loja de informática própria, ou que trabalha com montagem e manutenção de computadores. Ledo engano: Omar Majzoub possui, na verdade, uma loja de colchões.

“É um hobby caro e que só me trouxe prejuízo”, revelou Majzoub, sem esconder a alegria do feito.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 19, 2011 em Curiosidades, Novidades

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: