RSS

Arquivo do autor:azhiel

Entenda o funcionamento e a importância de cada peça do seu computador

O computador moderno faz parte das nossas vidas em todos os momentos, seja ele no trabalho, na eduação ou no entretenimento. Mas afinal, como funciona o computador? E para que serve cada componente dentro dele? O TechTudo traz uma matéria especial falando sobre cada componente importante do computador e o caminho que a informação faz internamente.

Prime Galleria (Foto: Divulgação)Prime Galleria (Foto: Divulgação)

Periféricos de entrada: Mouse, Teclado e Telas de toque

Quando queremos entrar com alguma informação no computador, usamos os periféricos. O nome ‘periférico’ é usado para denominar os componentes que ficam ao redor da CPU, igual a periferia da cidade (que fica ao redor do centro). Os periféricos de entrada permitem que os usuário interajam com o computador. Ou seja: tudo o que é interagido, o computador transforma em sinais elétricos, que são digitalizados para a interpretação do processador.

Mouse e teclado (Foto: Divulgação)Mouse e teclado (Foto: Divulgação)

Um dos primeiros periféricos de entrada é o teclado, que não é muito diferente do teclado das antigas máquinas de escrever – e a disposição de suas teclas foi até feita seguindo o padrão dessa antigas máquinas.

Para você entender a ideia da organização das teclas, as teclas mais usadas tinham que ter uma distância grande, pois era o tempo da alavanca ir, bater no papel, e voltar, sem atrapalhar a outra alavanca de outra tecla que já estivesse sendo pressionada.

No computador, cada tecla pressionada gera um código diferente que o computador interpreta ou como letra e número, ou como um comando (como o famoso Crtl + Alt + Del usado quando o Windows trava)

Já o primeiro mouse foi inventado em 1963 com o objetivo de o usuário conseguir utilizar os componentes gráficos dos computadores. O mouse foi batizado com esse nome porque quando foi inventado, era apenas uma pequena caixa com um fio, que fazia lembrar um rato (“Mouse” quer dizer “rato” em inglês).

Os primeiros mouses usavam uma bolinha para mapear para onde estava sendo deslocado, e conforme a velocidade do movimento e a direção, a setinha na tela era movida. Nos mouses atuais, a captura é feito por laser.

Nos smartphones, é impossível utilizar mouses ou teclados com muitas teclas, como nos desktops, assim, foi inventado as telas capacitivas e resistivas, onde o usuários podem simular os cliques apenas pressionando a tela aonde ele desejar. Isso é utilizado em smartphones atuais como o iPhone e os Androids.

Processador

O processador é responsável pela execução de instruções dentro de um sistema. Ou seja: ele executa os comandos gerados pelos e para os softwares.

Ele é divido em várias partes, sendo as duas principais a Unidade Lógico-Arimética (ULA), utilizada para fazer cálculos e operações lógicas, e os registradores, que são memórias de acesso rápido para armazenar os resultados das operações.

Intel Core i7 (Foto: Divulgação)Intel Core i7 (Foto: Divulgação)

Com as informações vindas do mouse e do teclado, o processador interpreta esses dados de entrada e executa os comandos nos softwares.

Atualmente são produzidos processadores com vários núcleos (“Core” em inglês), que seriam a junção de vários processadores dentro de um só, aumentando o poder de processamento dos computadores atuais. É como ter dois processadores em um chip (Dual-Core), ou quatro (Quad-Core), ou oito (Octa-Core), e assim em diante.

Quando falamos da capacidade do processador, falamos na sua frequência de operação, que tem por unidade o Hertz. Quem nunca ouviu falar em 1 GHz? Isso representa a frequência (velocidade) de processamento que um processador tem por segundo. Assim, 1 GHz quer dizer que um processador é capaz de fazer 1 bilhão ciclos de operação por segundo. Muitas vezes uma operação pode durar um ciclo ou mais – dependendo de sua complexidade.

Os processadores são construídos com base em um componente famoso no mundo da eletrônica: o transistor. Os transistores são tão pequenos que só é possível vê-los por microscópios de alta capacidade. O processador Core i7, da Intel, por exemplo, tem cerca de 800 milhões de transistores.

Há famílias de processadores para cara tipo de computador: A Intel e a AMD dominam o mercado de desktops, porém, nos portáteis como o iPhone, o mercado de processadores é da ARM.

O processador pode executar tarefas como guardar dados na memória ou exibir o resultado no monitor.

Memória RAM

A memória RAM é uma memória temporária para armazenar dados e parte dos softwares que estão em execução. Ela é um memória que apenas armazena informações quando o computador está ligado, pois armazena esses dados em componentes eletrônicos – como o Flip-Flop ou Capacitores – que necessitam de energia elétrica para funcionar. Dessa forma, o processador usa a memória para armazenar as informações que ele estiver usando para trabalhar no momento.

Memória RAM (Foto: Divulgação)Memória RAM (Foto: Divulgação)

Normalmente uma memória é medida em bits e bytes. Um bit significa um espaço de memória, que pode estar ocupada ou não, ou seja, 1 para ocupado ou 0 para desocupado. Assim, o bit é a menor medida de memória que existe. Já 1 byte quer dizer que temos 8 bits agrupados – e a combinação de bits ocupados e desocupados dá um significado a uma informação. (Exemplo: a combinação de caracteres “ABC”, em código binário, é representado como 01100001 01100010 01100011).

Atualmente as memórias RAMs tem cerca de 3 a 4 Gbytes de capacidades, isto é, possui cerca de 3 ou 4 bilhões de bytes. Quando a memória RAM fica muito ocupada, o computador pode ficar lento, mas há maneiras de resolver isso como mostramos neste artigo.

Memórias Permanentes: HD, Memórias Flash, SSDs

Quando mexemos em qualquer computador, precisamos armazenar os dados e softwares para poder utilizá-los em qualquer momento futuro, mas nossos computadores nem sempre estarão ligados na energia elétrica para armazena-los na memória RAM. Para guardá-los permanentemente, precisamos de outros tipos de memórias.

HD (Foto: Divulgação)HD (Foto: Divulgação)

Provalmente, você deve estar se perguntando o por quê de existir a memória RAM se existe outra memória para gravar para sempre. A resposta é a velocidade de acesso e o preço. A memória RAM é muito mais rápida do que a memória permanente, porém é muito mais cara. Como os processadores são muito mais velozes do que as memórias permanentes (algo como milhares a milhões de vezes mais rápido), é necessário uma memória intermediária para ajudar no processamento, armazenando temporariamente apenas o que o processador estiver usando no momento. Por isso temos as memórias RAM e as permanentes.

A memória permanente mais comum nos computadores atuais é o disco rígido (hard disk ou HD, em inglês). O HD é um conjunto de discos que utiliza tecnologia magnética para fazer o armazenamento de dados em código binário. Assim, a estrutura interna do disco é modificada para poder armazenar a informação sem que haja necessidade de energia elétrica.

Hoje, os HD estão armazenando grande quantidade de informações, chegando a ter mais de um 1 Terabyte de capacidade (equivalente a 1 trilhão de bytes). Mas os HDs têm um grande problema: eles são discos que necessitam ficar girando a todo o momento, o que gasta muita energia elétrica (péssimo para os notebooks), e qualquer componente mecânico tem uma vida útil menor do que componentes eletrônicos, podendo ser danificado mais facilmente (ainda mais em notebooks, que levamos de um lado para o outro). Para solucionar este problema foi inventado os discos de estado sólido (solid state disks ou SSD, em inglês).

Os SSDs, diferentemente dos HDs, não têm componentes mecânicos e consomem muito menos energia, e portando estão se tornando uma alternativa interessante aos HDs para notebooks. Entretanto, os SSDs ainda são muito mais caros que os HDs.

Para os eletrônicos móveis, como os smartphones, é usada a memória Flash, que é muito parecida com a memória de pen drives e cartões de memória das câmeras fotográficas, mas em versões reduzidas.

Periféricos de saída: Monitor e Impressoras

Para responder aos comandos do usuário, os computadores têm os monitores e as impressoras. Assim, o processador executa os comandos de exibir informações na tela ou imprimir um documento em papel pela impressora.

O monitor é muito parecido com uma televisão comum, porém, quando foi criado, mostrava apenas as linhas de comando em uma tela escura com letras verdes. Atualmente um bom monitor é fundamental para qualquer coisa, especialmente para quem gosta de Games.

Outro periférico de saída importante é a impressora, pois necessitamos constantemente imprimir documentos e imagens que geramos nos computadores.

Outros componentes importantes: Placa de Vídeo, Placa-Mãe

Outro componente muito utilizado nos computadores são as placas de vídeo. Nela, as GPU (unidades de processamento gráfico) fazem o processamento de imagens de vídeos de alta resolução. Esse processamento pode ser feito pelo processador, porém uma imagem de um game pode exigir muito do processador e causar lentidão. Assim, a GPU desafoga o processador e é especializada nessa tarefa.

Motherboard (Foto: Divulgação)Motherboard (Foto: Divulgação)

Atualmente a AMD está trabalhando para que as GPU funcionem dentro dos processadores, ajudando-o a ter um desempenho ainda melhor.

E para ligar todos os componentes uns aos outros, necessitamos de uma Placa-Mãe. A placa-mãe é uma placa de circuito impresso por onde a eletricidade, com os dados processados, viaja, servindo de via para o processador, as memórias e os periféricos. Normalmente a Placa-Mãe é exclusiva para um tipo de processador e memórias, e várias delas possuem outros componentes embutidos em sua própria arquitetura, como os que definiremos no próximo tópico.

Ligando com o mundo exterior: Placa de rede, Modem e Wi-Fi

Um computador sozinho não tem a mínima graça, por isso o legal é que ele possa acessar a Internet e nos permita visualizar vídeos, acessar redes sociais e falar com os amigos em mensageiros instantâneos.

Para isso, o nosso computador precisa estar conectado à uma rede, e essa é a função das placas de rede. Essas placas permitem que seja feita uma ligação de uma rede de computadores, seja ela toda em cabo ou não, esta última também conhecida como Wi-Fi (comuns em notebooks e smartphones).

Porém, para ter acesso a Internet, precisamos de um modem. O modem faz as traduções do sinal enviado pelo provedor de Internet para o tipo de sinal que o computador consegue processar. Quem já usou internet discada conhece muito bem os sons do modem no momento da conexão. Atualmente usamos modems dedicados para internet rápida, e que não ocupam mais a rede telefônica – como era feita a comunicação antigamente.

Conclusão

Todos esses componentes juntos demandaram muitas pesquisas das principais empresas e faculdades do mundo – além de muito café consumido pelos engenheiros. O resultado é esta invenção maravilhosa que usamos constantemente para trabalho e principalmente para diversão.

Fonte: Techtudo

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 9, 2011 em Dicas

 

Personagem de The Witcher 2 posa nua para Playboy

Para quem cresceu com gerações onde jogos não podiam ter um pingo de sangue e a diferença entre um personagem homem ou mulher só podia ser encontrada no manual de instruções do jogo, sem dúvida é bom acompanhar essa época onde musas digitais até mesmo estampam as capas de revistas masculinas, como a bela Triss Merigold de The Witcher 2 nas páginas da Playboy.

Triss Merigold de The Witcher 2 nas páginas da Playboy polonesa (Foto: Destructoid)Triss Merigold de The Witcher 2 nas páginas da Playboy polonesa (Foto: Destructoid)

A edição de Maio da revista Playboy polonesa trouxe em suas páginas a feiticeira do segundo episódio da saga de RPG, The Witcher, com direito até mesmo a destaque na capa (sem surpresa alguma ao lado de uma matéria sobre Charlie Sheen), portando bem menos roupas do que quando foi concebida originalmente pelo designer de personagens da CD Projekt, desenvolvedora do jogo.

Mas se essas modelos poligonais feitas a partir de computação gráfica não são lá muito a sua praia, também não há motivo para ficar desapontado, porque a empresa que publica o jogo The Witcher 2 na Rússia resolveu agradar aos fãs fazendo um calendário para pessoas como você, com uma atriz de carne e osso encarnando o papel da ruiva, com tanta roupa quanto a versão da Playboy.

O trabalho ficou na mão da modelo ucraniana Klodi Monsoon, inicialmente com um figurino extremamente fiel à personagem, Triss, que se torna rapidamente irrelevante após algumas fotos. Contracenando ao seu lado, está outro personagem do jogo, Geralt, o qual se mantém completamente vestido em todas as fotos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 9, 2011 em Curiosidades

 

Agora o Homer Simpson pode ser o seu copiloto no GPS

Se você tem um carro com GPS, com certeza sabe da experiência desagradável que é ficar ouvindo aquela voz metalizada, sem vida, te indicando os caminhos. Voz feminina ou masculina, não importa, a monotonia é sempre a mesma.

Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)
Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)

Para variar um pouco, o aplicativo mais famoso de GPS para iPhone, o TomTom, lançou uma atualização que irá agradar muita gente. Agora, o seu copiloto eletrônico poderá ser ninguém menos que Homer Simpson!

Se você quiser ter a voz do Homer te guiando e avisando de quaisquer erros no trânsito, com a sua voz característica e suas frases marcantes, é só comprá-lo na App Store por US$ 5,99. Ele funciona junto com o aplicativo TomTom, na versão 1.7 ou superior, que custa US$ 49,99.

O aplicativo de GPS, porém, está limitado, por enquanto, aos Estados Unidos, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Luxemburgo, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, África do Sul e Suécia.

Ainda não existe nenhuma previsão de lançamento do produto com a dublagem de Homer em português do Brasil. Porém, ficamos no aguardo de ter o Homer Simpson como nosso copiloto em bom português, já podemos curtir a versão original, indicando os erros de percurso no trânsito com o seu famoso bordão “D’oh!”.

Esta é a primeira voz diferente para o aplicativo TomTom no iPhone, mas certamente podemos aguardar muitas novidades para o futuro. Quais outras vozes você gostaria que estivesse presente no seu copiloto eletrônico, para acompanhá-lo em seus percursos pelas ruas da cidade e estradas? Deixe sua resposta nos comentários.

Para saber mais e ouvir trechos em áudio, é só visitar o site da TomTom.

Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)
 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 28, 2011 em Novidades

 

Acer apresenta computador all-in-one com tela 3D

A Taiwanesa Acer apresentou ontem um monitor que era o primeiro a ter 27 polegadas, resolução FullHD (ou 1080p) e também a possibilidade de curtir a profundidade dos filmes e transmissões em 3D que já temos no mercado. Agora a novidade é que a mesma empresa está apresentando um computador All-in-One que também tem esta possibilidade, mas com tela um pouco menor: 23 polegadas.

Acer Aspire Z5763 (Foto: Divulgação)
Acer Aspire Z5763 (Foto: Divulgação)

Se você não conhece o estilo All-in-One de computadores, aqui vai um resumo: Ele foi eternizado pelos práticos iMacs de tubo e coloridos, que foram lançados nos anos 90 e popularizaram a idéia de ter todo o computador dentro do monitor. É como imaginar um notebook dentro de um monitor qualquer, provendo economia de fios e mais espaço na sua mesa. Algumas empresas pegaram carona neste mercado, como a HP e a própria Acer. Agora que você já sabe o que é, vamos voltar a falar do modelo da Acer, que se chama Z5763.

Ele vem com tela de 23 polegadas, resolução nativaem FullHD, opção de escolha entre processadores Core i5 (com clock de 2.5 ou 2.7 GHz) e i7 rodando a 2.8 GHz, placas de vídeo que podem ser uma Geforce GT440 ou uma GT 435M. Outra escolha é na hora de medir a memória RAM do computador, que pode chegar aos 16 GB. Além disso ele vem com conexão Wi-Fi e Bluetooth 2.1, sintonizador de TV digital e analógica, falantes com 5 watts RMS de potência e uma câmera de 2 Megapixels integrada no conjunto.

O computador será lançado na Inglaterra em maio deste ano com valor inicial de US$ 1.650,00, o que dá aproximadamente R$ 2.593,80 sem contar frete e outras taxas e impostos. Ainda não há data prevista para a Acer enviar o modelo para este lado do Atlântico, mas isto não costuma demorar para acontecer.

Via: Electronista

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 28, 2011 em Novidades

 

MSI GX780, um notebook com Core i7 e teclado personalizado para jogos

Você que está esperando uma resolução dos problemas que a invasão de hackers causou a PlayStation Network e ainda não encontrou um novo rumo para testar suas habilidades em games, que tal conhecer esse notebook desenvolvido pela MSI Computer, criado exclusivamente para gamers?

MSI GX780 (Foto: Divulgação)MSI GX780 (Foto: Divulgação)

O GX780 é um notebook monstro até mesmo no modelo básico: tela de 17,3 polegadas com resolução de 1600 x 900, processador Core i7 – com no mínimo 2 GHz -, placa gráfica GeForce GT555M, HD interno de 320 Gb, gravador de DVD,. Se quiser dar um upgrade na máquina, ela suporta dois HDs internos de 750 Gb, leitor de Blu-ray, de display com resolução de 1080p. Além disso, todas as versões são capazes de atingir até 16 Gb de memória RAM, entradas HDMI e portas USB 3.0.

Mas o grande lance dessa máquina é o teclado SteelSeries dedicado a gamers: as teclas Alt e Crtl – normalmente muito requisitadas em jogos – são maiores, as setas de movimentação ganharam maior espaço no layout e as teclas (como um todo) possuem cores que acendem junto ao computador, para facilitar as atividades dos viciados que só têm tempo para agir durante a noite. Ou seja, totalmente criado para que os jogadores tenham mais mobilidade no teclado e mais precisão no clique.

A MSI ainda não informou quando as máquinas chegaram efetivamente ao mercado, porém o primeiro país que receberá os novos notebooks da empresa será os Estados Unidos. O preço? Também não foi divulgado, mas com tanta coisa assim, barato ele não vai ser.

Via: Electronist

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 27, 2011 em Novidades

 

Caso do maníaco

Nem vou colocar o nome desta pessoa aqui. Também não queria falar mais sobre este assunto.

Não escrevi nada até o momento, mas já discuti isso muito.

Interessante como a imprensa e algumas pessoas resolveram agora “traçar” o perfil psicológico deste assassino.

E o pior de tudo, é que isto será a desculpa para ele ter comprado uma arma, ter ido até o local e matado as crianças.

E o que ele realmente é, um frio assassino não valerá mais nada.

A culpa será da sociedade e por ele ter resolvido ler o “alcorão”. Como se ler ou ser islâmico fosse motivo para alguém sair matando outras pessoas.

Como sempre coloco em minha palestras. Ter uma religão é uma coisa, ser fundamentalista é outra.

É a mesma coisa com torcedores. A culpa não é do time por um idiota pegar uma madeira e matar outro. Não é da camisa que ele veste.

É dele! As pessoas foram chamadas para verem e se divertirem com uma partida. Vão e se matam porque querem. Leiam com atenção: vão e se matam porque querem!

Culpa os árabes agora é como culpar os Japoneses logo após a Segunda Guerra por tudo. Todo povo alemão era taxado – e ainda é -, de nazistas.

Aqui no Brasil, imigrantes do intitulado “eixo do mal”, foram colocados em campos de concentração. Leiam o livro “Corações Sujos” e verão uma triste realidade nacional.

De repente, o mundo todo é santo e apenas os árabes são os demonios. Calma lá.

Quem invade outros países? Quem dita regras de como devemos viver?

São os árabes? Acho que não.

Dizem que os chineses são um povo triste. Por que? Pelo que saiba, os chineses não são contra seu regime.

Por que temos a tendência de achar que o mundo deve viver segundo minha visão?

Lembrem-se que no Reino Unido, católicos e protestantes não podem viver em um mesmo bairro. Isto mesmo, não sabia? Nunca ouviram falar no IRA?

Mortes e carros bombas eram coisas comuns até o 11 de setembro.

E a luta entre os povos bascos? Na Espanha atentados para a divisão do país são comuns.

Até o final do século XVIII, a Igreja Católica matava qualquer um que não fosse “cristão”. Se você não é da minha religião, é pagão.

Temos vários exemplos de morte pela fé. Existem os fundamentalistas islâmicos? Sim, existem.

Assim como existem protestantes e católicos que ensinaram Sadam Hussein a assassinar centenas de outros árabes. Assim como existiu protestantes e católicos que inventaram a bomba atômica.

Como aquele que em nome de “Deus”, pois ele estava do “nosso” lado, jogou a bomba.

Ou como dito por George W. Bush, que “Deus” estava ao lado dos americanos nesta Guerra.

Não existe o certo ou errado. Infelizmente a história está do lado do vencedor e do mais poderoso.

A história é escrita por estas pessoas. Alguém já analisou de uma maneira fria o que Hitler fez pela Alemanha? O que Napoleão fez pela França?

Foram assassinos frios? Sim, foram. Nada justifica os atos.

Mas hoje, nossos líderes são tão diferentes destes antigos todos poderosos? Ou só porque possuem o poder da imprensa na mão, são os corretos?

Aprendam a abrir os olhos. A cultura islamica, a árabe em geral é linda. É uma cultura mais do que milenar.

A matemática, a filosofia, os primeiros códigos de leis, foram criados por eles. O Egito é a civilização mais antiga.

Usamos tantas coisas árabes aqui neste país. Comemos a esfiha, o kibe, pagamos em prestação. Tudo inventado pelos árabes.

Então, em vez de criticar e achar desculpas, porque ninguém olha para nosso Congresso que continua a nos roubar dia e noite? Por que em vez de quebrar nossos meios de transporte e pixar o muro do estádio, não se juntam e vão lutar por nossos direitos onde se deve?

A tendência do governo (saúde, educação e segurança), é em utilzar a imprensa para fugir do assunto que interessa. Seus erros, a sua falta com o povo.

E o povo cai. A imprensa segue o que é sugerido.

Como somos cãezinhos…

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 12, 2011 em Novidades

 

Bandidos, tremei: geek rastreia ladrão de seu notebook e o humilha via YouTube

Quase todo mundo sabe (ou deveria saber) que roubar não é uma atividade, digamos, legal. Com o aumento do volume de lançamentos e consumo de artigos de tecnologia, essa seção virou um dos alvos favoritos de muitos ladrões. Todavia, engana-se o bandido que acha que roubar o estimado gadget de um geek tecnológico é uma tarefa fácil. Bem, pode até ser fácil, mas não livre de ridicularizações on line.

Mark Bao, de 18 anos, teve seu MacBook Air roubado. O problema (para o criminoso) começa quando ele passa o usar o computador de Bao sem formatar o HD. A partir dessa mancada, começa a escalada de Mark Bao. O estudante descobriu como rastrear o histórico do browser do gatuno, e alterou alguns arquivos por meio do serviço de backup on line Backblaze.

Com essa cartada, Bao teve acesso a seu estimado antigo notebook e pôde ver que uma das primeiras ações do criminoso foi tirar (úteis) fotos de seu rosto por meio do Photo Booth. Como se isso já não fosse suficientemente bom, o bandido cara de pau ainda gravou um (embaraçoso) vídeo, aonde dança de forma tosca ao som da música Make it Rain, do rapper Tyga. Para felicidade de Bao, ainda foi possível recolher dados sobre a conta do espertão no Facebook.

Com todos esses recursos, entretanto, o caso não foi (ainda) enviado às autoridades, porque Bao tem esperanças de que sua estratégia seria mais efetiva: ao postar o vergonhoso vídeo do malandro dançando no YouTube, o estudante espera que o (agora arrependido e, tomara, ex) bandido devolva seu MacBook Air. Ponto para o geek team.

 
1 comentário

Publicado por em março 28, 2011 em Curiosidades