RSS

Arquivo da categoria: Novidades

Agora o Homer Simpson pode ser o seu copiloto no GPS

Se você tem um carro com GPS, com certeza sabe da experiência desagradável que é ficar ouvindo aquela voz metalizada, sem vida, te indicando os caminhos. Voz feminina ou masculina, não importa, a monotonia é sempre a mesma.

Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)
Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)

Para variar um pouco, o aplicativo mais famoso de GPS para iPhone, o TomTom, lançou uma atualização que irá agradar muita gente. Agora, o seu copiloto eletrônico poderá ser ninguém menos que Homer Simpson!

Se você quiser ter a voz do Homer te guiando e avisando de quaisquer erros no trânsito, com a sua voz característica e suas frases marcantes, é só comprá-lo na App Store por US$ 5,99. Ele funciona junto com o aplicativo TomTom, na versão 1.7 ou superior, que custa US$ 49,99.

O aplicativo de GPS, porém, está limitado, por enquanto, aos Estados Unidos, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Luxemburgo, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, África do Sul e Suécia.

Ainda não existe nenhuma previsão de lançamento do produto com a dublagem de Homer em português do Brasil. Porém, ficamos no aguardo de ter o Homer Simpson como nosso copiloto em bom português, já podemos curtir a versão original, indicando os erros de percurso no trânsito com o seu famoso bordão “D’oh!”.

Esta é a primeira voz diferente para o aplicativo TomTom no iPhone, mas certamente podemos aguardar muitas novidades para o futuro. Quais outras vozes você gostaria que estivesse presente no seu copiloto eletrônico, para acompanhá-lo em seus percursos pelas ruas da cidade e estradas? Deixe sua resposta nos comentários.

Para saber mais e ouvir trechos em áudio, é só visitar o site da TomTom.

Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)Homer Simpson e TomTom (Foto: Divulgação)
 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 28, 2011 em Novidades

 

Acer apresenta computador all-in-one com tela 3D

A Taiwanesa Acer apresentou ontem um monitor que era o primeiro a ter 27 polegadas, resolução FullHD (ou 1080p) e também a possibilidade de curtir a profundidade dos filmes e transmissões em 3D que já temos no mercado. Agora a novidade é que a mesma empresa está apresentando um computador All-in-One que também tem esta possibilidade, mas com tela um pouco menor: 23 polegadas.

Acer Aspire Z5763 (Foto: Divulgação)
Acer Aspire Z5763 (Foto: Divulgação)

Se você não conhece o estilo All-in-One de computadores, aqui vai um resumo: Ele foi eternizado pelos práticos iMacs de tubo e coloridos, que foram lançados nos anos 90 e popularizaram a idéia de ter todo o computador dentro do monitor. É como imaginar um notebook dentro de um monitor qualquer, provendo economia de fios e mais espaço na sua mesa. Algumas empresas pegaram carona neste mercado, como a HP e a própria Acer. Agora que você já sabe o que é, vamos voltar a falar do modelo da Acer, que se chama Z5763.

Ele vem com tela de 23 polegadas, resolução nativaem FullHD, opção de escolha entre processadores Core i5 (com clock de 2.5 ou 2.7 GHz) e i7 rodando a 2.8 GHz, placas de vídeo que podem ser uma Geforce GT440 ou uma GT 435M. Outra escolha é na hora de medir a memória RAM do computador, que pode chegar aos 16 GB. Além disso ele vem com conexão Wi-Fi e Bluetooth 2.1, sintonizador de TV digital e analógica, falantes com 5 watts RMS de potência e uma câmera de 2 Megapixels integrada no conjunto.

O computador será lançado na Inglaterra em maio deste ano com valor inicial de US$ 1.650,00, o que dá aproximadamente R$ 2.593,80 sem contar frete e outras taxas e impostos. Ainda não há data prevista para a Acer enviar o modelo para este lado do Atlântico, mas isto não costuma demorar para acontecer.

Via: Electronista

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 28, 2011 em Novidades

 

MSI GX780, um notebook com Core i7 e teclado personalizado para jogos

Você que está esperando uma resolução dos problemas que a invasão de hackers causou a PlayStation Network e ainda não encontrou um novo rumo para testar suas habilidades em games, que tal conhecer esse notebook desenvolvido pela MSI Computer, criado exclusivamente para gamers?

MSI GX780 (Foto: Divulgação)MSI GX780 (Foto: Divulgação)

O GX780 é um notebook monstro até mesmo no modelo básico: tela de 17,3 polegadas com resolução de 1600 x 900, processador Core i7 – com no mínimo 2 GHz -, placa gráfica GeForce GT555M, HD interno de 320 Gb, gravador de DVD,. Se quiser dar um upgrade na máquina, ela suporta dois HDs internos de 750 Gb, leitor de Blu-ray, de display com resolução de 1080p. Além disso, todas as versões são capazes de atingir até 16 Gb de memória RAM, entradas HDMI e portas USB 3.0.

Mas o grande lance dessa máquina é o teclado SteelSeries dedicado a gamers: as teclas Alt e Crtl – normalmente muito requisitadas em jogos – são maiores, as setas de movimentação ganharam maior espaço no layout e as teclas (como um todo) possuem cores que acendem junto ao computador, para facilitar as atividades dos viciados que só têm tempo para agir durante a noite. Ou seja, totalmente criado para que os jogadores tenham mais mobilidade no teclado e mais precisão no clique.

A MSI ainda não informou quando as máquinas chegaram efetivamente ao mercado, porém o primeiro país que receberá os novos notebooks da empresa será os Estados Unidos. O preço? Também não foi divulgado, mas com tanta coisa assim, barato ele não vai ser.

Via: Electronist

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 27, 2011 em Novidades

 

Caso do maníaco

Nem vou colocar o nome desta pessoa aqui. Também não queria falar mais sobre este assunto.

Não escrevi nada até o momento, mas já discuti isso muito.

Interessante como a imprensa e algumas pessoas resolveram agora “traçar” o perfil psicológico deste assassino.

E o pior de tudo, é que isto será a desculpa para ele ter comprado uma arma, ter ido até o local e matado as crianças.

E o que ele realmente é, um frio assassino não valerá mais nada.

A culpa será da sociedade e por ele ter resolvido ler o “alcorão”. Como se ler ou ser islâmico fosse motivo para alguém sair matando outras pessoas.

Como sempre coloco em minha palestras. Ter uma religão é uma coisa, ser fundamentalista é outra.

É a mesma coisa com torcedores. A culpa não é do time por um idiota pegar uma madeira e matar outro. Não é da camisa que ele veste.

É dele! As pessoas foram chamadas para verem e se divertirem com uma partida. Vão e se matam porque querem. Leiam com atenção: vão e se matam porque querem!

Culpa os árabes agora é como culpar os Japoneses logo após a Segunda Guerra por tudo. Todo povo alemão era taxado – e ainda é -, de nazistas.

Aqui no Brasil, imigrantes do intitulado “eixo do mal”, foram colocados em campos de concentração. Leiam o livro “Corações Sujos” e verão uma triste realidade nacional.

De repente, o mundo todo é santo e apenas os árabes são os demonios. Calma lá.

Quem invade outros países? Quem dita regras de como devemos viver?

São os árabes? Acho que não.

Dizem que os chineses são um povo triste. Por que? Pelo que saiba, os chineses não são contra seu regime.

Por que temos a tendência de achar que o mundo deve viver segundo minha visão?

Lembrem-se que no Reino Unido, católicos e protestantes não podem viver em um mesmo bairro. Isto mesmo, não sabia? Nunca ouviram falar no IRA?

Mortes e carros bombas eram coisas comuns até o 11 de setembro.

E a luta entre os povos bascos? Na Espanha atentados para a divisão do país são comuns.

Até o final do século XVIII, a Igreja Católica matava qualquer um que não fosse “cristão”. Se você não é da minha religião, é pagão.

Temos vários exemplos de morte pela fé. Existem os fundamentalistas islâmicos? Sim, existem.

Assim como existem protestantes e católicos que ensinaram Sadam Hussein a assassinar centenas de outros árabes. Assim como existiu protestantes e católicos que inventaram a bomba atômica.

Como aquele que em nome de “Deus”, pois ele estava do “nosso” lado, jogou a bomba.

Ou como dito por George W. Bush, que “Deus” estava ao lado dos americanos nesta Guerra.

Não existe o certo ou errado. Infelizmente a história está do lado do vencedor e do mais poderoso.

A história é escrita por estas pessoas. Alguém já analisou de uma maneira fria o que Hitler fez pela Alemanha? O que Napoleão fez pela França?

Foram assassinos frios? Sim, foram. Nada justifica os atos.

Mas hoje, nossos líderes são tão diferentes destes antigos todos poderosos? Ou só porque possuem o poder da imprensa na mão, são os corretos?

Aprendam a abrir os olhos. A cultura islamica, a árabe em geral é linda. É uma cultura mais do que milenar.

A matemática, a filosofia, os primeiros códigos de leis, foram criados por eles. O Egito é a civilização mais antiga.

Usamos tantas coisas árabes aqui neste país. Comemos a esfiha, o kibe, pagamos em prestação. Tudo inventado pelos árabes.

Então, em vez de criticar e achar desculpas, porque ninguém olha para nosso Congresso que continua a nos roubar dia e noite? Por que em vez de quebrar nossos meios de transporte e pixar o muro do estádio, não se juntam e vão lutar por nossos direitos onde se deve?

A tendência do governo (saúde, educação e segurança), é em utilzar a imprensa para fugir do assunto que interessa. Seus erros, a sua falta com o povo.

E o povo cai. A imprensa segue o que é sugerido.

Como somos cãezinhos…

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 12, 2011 em Novidades

 

Nova tecnologia pode criar baterias que recarregam em apenas 2 minutos

As baterias comuns de nossos equipamentos eletrônicos têm certos problemas, como a perda de desempenho após algum tempo de uso e, muitas vezes, a demora na hora de recarregar. Cientistas estão cientes disso e procuram resolver a questão, como no caso dos pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, que divulgaram na semana passada no site científico da Nature um estudo com uma nova abordagem para diminuir drasticamente o tempo em que seu gadget vai ficar na tomada.

Bateria inteligente (Foto: Reprodução)Bateria inteligente (Foto: Reprodução)

Segundo a pesquisa, a nova tecnologia permitiria uma recarga de 75% de uma bateria de lítio-íon (as mais comuns nos equipamentos eletrônicos atuais) em um minuto, chegando a 90% em apenas dois minutos. Com baterias de níquel-hidreto metálico (NiMH), o tempo para chegar a três quartos da carga foi de apenas 2,7 segundos, atingindo 90% da capacidade em 20 segundos. Neste último caso, mesmo após um ciclo de cem recargas, a média de tempo continuou estável.

Isso foi possível graças a novas técnicas que ajudam a diminuir a distância que os íons precisam percorrer para chegar a um eletrodo. Para isso, os cientistas criaram uma estrutura de cátodos com uma coleção de bolinhas de poliestireno nanoscópicas. Em cima, colocaram uma camada de opala (forma de sílica) para enrijecer a estrutura, cobrindo então com uma camada de níquel poroso.

Com isso, formaram espécies de “cabos” com vários espaços vazios, que então poderiam ser preenchidos com o lítio-íon ou NiMH. O resultado foram algumas vantagens em relação às estruturas tradicionais: a rede porosa permite o transporte de íons rapidamente, que percorrem um caminho menor para chegar aos eletrodos que, por sua vez, conseguem uma condutividade maior de elétrons. Com tudo isso o desempenho de uma bateria comum chega próxima a de supercapacitores, inclusive na performance após o ciclo de cargas e descargas.

O processo inovador ainda traz benefícios práticos imediatos, já que os eletrodos são criados utilizando técnicas que podem ser implementadas na produção em massa. Além disso, o esquema é versátil o suficiente para ser utilizado com vários tipos de material, podendo ser aproveitado em novos tipos de bateria que ainda possam surgir.

O estudo, no entanto, afirma que a técnica foi desenvolvida pensando em baterias pequenas, como a de smartphones, computadores e tablets. Para carros elétricos, que utilizam lítio-íon com o mesmo princípio, o desafio para adaptar a nova tecnologia seria muito maior. Ao menos isso abre as portas não só para a praticidade de ter gadgets rapidamente recarregados, mas também para um consumo menor de energia. O ruim é que não há previsão da chegada ao mercado ainda.

Via: Ars Technica

 
2 Comentários

Publicado por em março 28, 2011 em Novidades

 

Cadeira Red Bull Racing F1 Playseat agrada aos fãs de games de corrida

Não é algo que vai combinar exatamente com a decoração da sua sala, mas certamente vai trazer grande imersão em games de corrida. A Playseats, empresa holandesa especializada em acessórios para jogos do gênero, apresentou este mês em Hanover, na Alemanha, o Red Bull Playseat F1, uma cadeira especial para ser equipada com volante e pedais feitos em parceria com a equipe de Fórmula 1 Red Bull Racing (RBR) do piloto campeão de 2010, Sebastian Vettel.

Por conta da licença, o design da cadeira é todo inspirado nos carros da RBR, com a predominância das cores azul e vermelha. E claro, a posição para dirigir é bem semelhante ao dos bólidos da Fórmula 1, o que significa que o usuário ficará quase deitado e sem apoio direto aos braços.

“A época em que as pessoas corriam confinadas em uma cadeira de cozinha com uma direção acoplada a uma mesa já passou há algum tempo”, afirma o fundador da Playseats, Fernando Smit, em comunicado. Segundo o executivo, com o Red Bull Playseat F1, “o usuário sente cada desnível na superfície da pista. As pessoas vão experimentar a corrida como se fossem pilotos reais”.

Como é compatível com Playstation 2, Playstation 3, Xbox, Xbox 360, Nintendo Wii e PC, ele pode ser utilizado com uma grande diversidade de jogos, incluindo o Formula 1 2010 da Codemasters e, claro, o Gran Turismo 5. Aliás, o protótipo X2010 da Red Bull no GT5 foi utilizado durante a demonstração do aparelho na Alemanha, durante a feira CeBIT, chamando a atenção na hora de dirigir o quase incontrolável carro do game.

Mas se você se empolgou, melhor preparar o bolso. O Red Bull Playseat F1 será lançado em maio por 949 euros, equivalente a R$ 2.228. E não é só: o volante e os pedais são vendidos separadamente, então se você quiser o equipamento completo com a direção G27 da Logitech, pode adicionar mais R$ 500. Isso tudo sem contar os impostos de importação aqui do Brasil, claro.

Via: ÜberReview e Playseat

 
Deixe um comentário

Publicado por em março 18, 2011 em Novidades

 

Google ajuda a localizar vítimas no terremoto do Japão

O Google lançou mais uma vez sua ferramenta para localização de pessoas, o Person Finder, que desta vez foi projetado para ajudar a população local a encontrar amigos e familiares, vítimas do terremoto de magnitude 8,9 que atingiu o arquipélago japonês, gerando uma série de tsunamis na costa nordeste do país.

O Person Finder é uma plataforma aberta para compartilhar noticias sobre a tragédia. Lá o internauta pode pesquisar por entes queridos, além de cadastrar informações suas que incluem nome e sobrenome, foto, endereço e descrição. Para que ele possa ser localizado mais facilmente.

Esta plataforma foi criada em janeiro de 2010, em uma parceria com o governo dos Estados Unidos da América no intuito de auxiliar na localização de vítimas do terremoto que devastou o Haiti. A ferramenta ajudou, também, no terremoto do Chile, em fevereiro, e na China, em abril do ano passado.

O Google lançou uma nova versão da ferramenta poucas semanas depois do tremor de 6,3 graus na escala Richter que atingiu a Nova Zelândia, país vizinho ao Japão que está em alerta de tsunami junto com a Austrália, Filipinas, Indonésia, Havaí e alguns países da América Latina, como o Chile por exemplo.

O Person Finder também está disponível em inglês. Para acessá-lo basta clicar aqui.

 
Deixe um comentário

Publicado por em março 13, 2011 em Novidades